Última hora

Última hora

Bruxelas quer brinquedos de qualidade

Em leitura:

Bruxelas quer brinquedos de qualidade

Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos produtos alimentares, Bruxelas quer ver reforçado o controle sobre os brinquedos produzidos na China. Mais de 20 por cento dos brinquedos fabricados neste país apresentam um baixo nível de qualidade e a Comissão Europeia não está disposta a ceder no que toca à segurança dos consumidores.

A Comissária Europeia para os Assuntos do Consumidor afirma que as estísticas revelaram existir no mercado europeu um grande número de brinquedos considerados perigosos. Uma situação que Meglena Kuneva considera ser necessário “partilhar” não só com as autoridades oficiais mas também com os próprios fabricantes.

Cerca de metade dos brinquedos vendidos na Europa vem da China, o maior exportador mundial. Numa inspecção efectuada pelas autoridades chinesas no mercado interno foram descobertos resíduos industriais no interior dos brinquedos, como papel, pêlo de alcatifa e pedaços de pacotes de massas instantâneas.