Última hora

Última hora

Décima sétima etapa do Tour não terá camisola amarela após exclusão de Rasmussen

Em leitura:

Décima sétima etapa do Tour não terá camisola amarela após exclusão de Rasmussen

Tamanho do texto Aa Aa

Só com a chegada a Castelsarrasin é que o pelotão da Volta à França terá de novo alguém vestido de amarelo. A camisola de líder não estará na etapa do dia, a 17/a, depois do dinamarquês Michael Rasmussen ter sido obrigado pela Rabobank a deixar a competição, que tinha quase garantida.

A situação é inédita. Após a vitória de ontem, a segunda nesta edição, Rasmussen foi demitido por violar as regras da equipa, que essa continua em prova. O ciclista reconheceu ter mentido sobre o local dos treinos. Tinha dito que esteve no México e não em Itália, evitando os controlos surpresa anti-dopping.

Este é apenas o último dos casos que estão a abalar esta edição do Tour. O italiano Christian Moreni, vencedor do Giro 2004, foi detido para ser ouvido pela polícia. A equipa Cofidis deixou também a competição depois de, no dia 19, Moreni ter sido alvo de um teste positivo de dopping. No dia anterior partiu a equipa Astana.

A organização considera que a classificação está agora mais credível. As certezas são poucas. O novo líder, o espanhol Alberto Contador, é suspeito pelo menos para uma parte do pelotão.