Última hora

Última hora

Italianos revoltados com "lentidão" das equipas de socorro no combate aos incêndios

Em leitura:

Italianos revoltados com "lentidão" das equipas de socorro no combate aos incêndios

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de calor e os consequentes incêndios no sul de Itália está a pôr as populações em pé de guerra contra as autoridades. Os fogos espalham-se com rapidez, principalmente no sul do país, onde dois irmãos foram surpreendidos pelas chamas e acabaram por morrer carbonizados numa viatura. Pelo menos quatro mil turistas na região de Puglia foram resgatados de praias para ginásios e outras estruturas. A operação decorreu com o apoio de barcos de patrulha e helicópteros. Mas quem vive permamentemente nas zonas agora afectadas está com medo e revoltado. O presidente da câmara de Peschici garante que não quer fazer aproveitamento político da questão mas o certo é que as equipas de socorro estão a chegar muito tarde. As populações, por muito que tentem apagar os fogos, sem a intervenção dos bombeiros a tarefa torna-se quase impossível. Este homem perdeu a casa, diz que viu o desatre, vui as chamas, viu tudo a arder, diz que o foi pior que uma guerra. Segundo a Confederação italiana de Agricultores, há mais de 5 mil hectares de terras agrícolas perdidos com as chamas.