Última hora

Última hora

Lucros da EADS em queda livre

Em leitura:

Lucros da EADS em queda livre

Tamanho do texto Aa Aa

A EADS publicou resultados em forte queda. O consórcio europeu, proprietário da Airbus, está a passar por uma crise e voltou a sofrer com os problemas relacionados com o super-jumbo A380. O maior avião comercial do mundo, grande aposta da Airbus para o futuro, vai entrar no circuito dos voos regulares com dois anos de atraso, depois de problemas com a cablagem interna.

Apesar dos muitos problemas que o grupo enfrenta, os analistas esperavam uma descida ainda maior nos resultados trimestrais. A facturação desceu 4%, para os 9,5 mil milhões de euros. O lucro teve uma forte queda, de 85%, para os 81 milhões e as entregas de aviões estiveram igualmente a baixar, para os 116 exemplares.

Estas foram as últimas contas apresentadas pela EADS com a actual estrutura de comando, com dois presidentes executivos. A estrutura bicéfala vai ser substituída, com Louis Gallois a assumir a presidência da EADS e Thomas Enders a chefiar a Airbus.

Os problemas da EADS estendem-se também às actividades militares. O grupo teve um encargo excepcional com os atrasos no programa Eurocopter. O avião de transporte militar A400M está também a sofrer atrasos, por culpa dos fabricantes dos motores.