Última hora

Última hora

Sarkozy na Líbia com Kadafi para assinar acordo no sector do nuclear civi

Em leitura:

Sarkozy na Líbia com Kadafi para assinar acordo no sector do nuclear civi

Tamanho do texto Aa Aa

Se dúvidas havia sobre o retomar de relações da Líbia com França e com a União Europeia, agora está tudo mais claro. Depois da primeira dama Cecilia Sarkozy e a Comissária Europeia para as Relações Externas terem protagonizado a libertação das cinco enfermeiras e o médico búlgaros, o chefe de Estado francês chegou a Tripoli com um acordo de princípio no sector do nuclear civil. O documento foi assinado e prevê o fornecimento de um reactor nuclear para dessalinizar a água do mar. A visita de Sarkozy à Líbia não durou mais do que 24 horas. Serviu essencialmente para cumprir com parte do prometido ao presidente Muamar Kadafi, em troca da extradição dos seis profissionais de saúde búlgaros. Os seis estiveram detidos durante oito anos sob acusação de infectar deliberadamente mais de 400 crianças com o vírus da SIDA. Cinquenta e seis morreram, os profissionais de saúde foram condenados à pena capital que depois foi comutada para prisão perpétua. Com as pressões internacionais e acordos económicos, foi autorizada a extradição dos cidadãos búlgaros que ao chegarem ao país natal ficaram em liberdade. Já há um protesto formal por parte das autoridades líbias contra a decisão, mas nesta altura de pouco serve.