Última hora

Última hora

Primeiro ministro japonês enfrenta teste nas urnas

Em leitura:

Primeiro ministro japonês enfrenta teste nas urnas

Tamanho do texto Aa Aa

No Japão já abriram as assembleias de voto para que os mais de 100 milhões de habitantes do arquipélago nipónico comecem a escolher metade do senado do país. Em jogo está a metade dos 242 assentos do centro de decisão, mas principalmente o futuro político do primeiro-ministro Shinzo Abe. 337 candidatos a senador lutam pelos 121 lugares disponíveis.

A coligação dirigida pelo conservador dispõe de uma escassa maioria de 10 lugares no Senado e as sondagens dizem que a sua popularidade nunca esteve tão baixa.

Segundo as previsões, o PLD e o Komeito poderão mesmo perder a maioria no senado onde, no máximo, deverão conseguir 53 lugares.

Por outro lado, o maior partido da oposição, o Partido Democrata do Japão, deverá registar uma subida substancial.

Estas são as primeiras eleições de Shinzo Abe desde a sua chegada ao poder em Setembro de 2006, quando se tornou no chefe de Governo japonês mais jovem do pós-guerra.

O primeiro-ministro já fez saber que, qualquer que seja o resultado do escrutínio, não se demitirá.