Última hora

Última hora

Gordon Brown e George W. Bush juntos em Camp David

Em leitura:

Gordon Brown e George W. Bush juntos em Camp David

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com muita chuva que se fez a recepção norte-americana à visita oficial do novo primeiro-ministro britânico a Washington. Um começo bem molhado para um encontro entre Gordon Brown e George W. Bush que é observado ao pormenor. Em causa estão as relações entre os dois países, muito estreitas no tempo de Tony Blair, e ainda pouco evidentes no que toca a Gordon Brown.

Em Camp David, tudo parece para já manter-se na mesma. Mas são os anteriores sinais de distanciamento de alguns membros da equipa do governante britãnico que alimentam a expectativa. Bush e Gordon Brown vão discutir a questão do Iraque, e calendários para uma retirada; o plano de Downing Street para a crise do Darfur; sem esquecer o impasse nas negociações da Organização Mundial do Comércio.

No início de Julho, Mark Malloch-Brown, novo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros britânico, fez furor ao dizer que os dois paises deixariam de ser siameses. Mas Gordon Brown garante que os laços se mantêm. Só que nesta visita todo e qualquer pormenor conta para se detectar eventuais fissuras na estreita aliança. Até uma voltinha a dois num carro de golfe feita mesmo à medida das câmaras de televisão.