Última hora

Última hora

Talibã fixam novo ultimato para 21 reféns sul-coreanos ainda vivos

Em leitura:

Talibã fixam novo ultimato para 21 reféns sul-coreanos ainda vivos

Tamanho do texto Aa Aa

Os talibã fixam um novo ultimato, ao mesmo tempo que era descoberto o corpo do segundo refém sul-coreano executado no Afeganistão. O cadáver, identificado como Shim Sung-min, de 29 anos, foi encontrado junto a uma estrada a apenas dez quilómetros da cidade de Ghanzi. Foi baleado na cabeça, depois de Cabul não ter respeitado as exigências e um outro ultimato.

Já esta manhã, o porta-voz dos talibã voltou a fixar um novo prazo. As autoridades afegãs têm até esta quarta-feira, 8h30 da manhã, em Lisboa, para trocar prisioneiros. Caso contrário serão executados mais reféns. Nas últimas horas, os islamitas divulgaram um vídeo do grupo de 21 sul-coreanos, entre eles 18 mulheres. O sequestro ocorreu a 19 de Julho e até agora as negociações estão num impasse. Cabul recusa libertar prisioneiros em troca de reféns, quer que antes sejam libertadas as mulheres.

Em Seul, cresce a angústia e o descontentamento com o governo. Os islamitas já mataram dois reféns, o primeiro na semana passada. Era o líder do grupo, um missionário de 42 anos. A família do segundo refém executado garante que Shim Sung-min apenas queria ajudar os pobres. Com o prolongar do drama, há quem aponte o dedo à falta de experiência dos representantes sul-coreanos que gerem a crise no Afeganistão.