Última hora

Última hora

Murdoch consegue Dow Jones

Em leitura:

Murdoch consegue Dow Jones

Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de três meses de discussões, Rupert Murdoch conseguiu juntar a empresa de informação financeira Dow Jones ao império dos media que faz dele o maior milionário do sector, em todo o mundo. Foi o próprio sítio internet do Wall Street Journal, o mais famoso título da Dow Jones, que anunciou a conclusão do negócio, por cinco mil milhões de dólares, o equivalente a 3,7 mil milhões de euros. À terceira foi de vez. Há muito que Murdoch tinha a Dow Jones debaixo de olho, como explica o analista Porter Bibb: “Há onze e há nove anos, ele aproximou-se da administração da Dow Jones mas foi rejeitado. Este é o ponto mais alto da careira dele e faz dele o maior magnata da imprensa em todo o mundo”. A Dow Jones dá nome ao mais conhecido índice da bolsa de Wall Street e controla ainda a agência de informação com o mesmo nome.
Muitos jornalistas estão descontentes. É o caso de Thomas Walker: “Rupert Murdoch é uma das forças mais destruidoras na política, no jornalismo, em tudo. Eu não quero trabalhar para ele e, por isso, vou-me embora”. A Dow Jones torna-se numa filial da News Corporation, a holding do magnata australiano. O Wall Street Journal junta-se aos outros títulos do grupo, que incluem o The Times, o Daily Telegraph ou ainda tablóides como o The Sun ou o New York Post. Este é o primeiro título de informação financeira a entrar para o portfólio do grupo. A News Corporation é também dona das redes de canais de televisão Fox e Sky.