Última hora

Última hora

O cinema europeu perde grandes nomes

Em leitura:

O cinema europeu perde grandes nomes

Tamanho do texto Aa Aa

As cerimóminas fúnebres do actor francês Michel Serrault decorreram hoje em Honfleur na região de Calvados. Figuras do mundo do espectáculo e da política marcaram presença e transmitaram as condolências à esposa do actor, morto domingo com a idade de 59 anos depois de doença prolongada. Serrualt participou em 150 filmes entre os quais Garde à Vue e Nelly et Monsieur Arnaud que lhe valeram dois óscares. Em Itália, no norte, um ultimo adeus ao realizador italiano Michelangelo Antonioni. O seu corpo chegou esta tarde à sua terra natal, Ferrara, onde centenas de pessoas participaram na cerimónia. Falecido segunda-feira aos 94 anos, o cineasta, cuja morte fecha um ciclo histórico do cinema italiano, surgiu no panorama cinematográfico nos anos 50 com películas que pela primeira vez representavam os problemas e angústias do homem moderno. Leão de Ouro pela carreira em Veneza, em 1997. Tinha dificuldade em deslocar-se e em falar devido a um acidente vascular cerebral que sofreu em 1985.