Última hora

Última hora

Ponte de Minneapolis tinha problemas de corrosão

Em leitura:

Ponte de Minneapolis tinha problemas de corrosão

Tamanho do texto Aa Aa

O balanço das autoridades na tragédia da ponte de Minneapolis aponta para pelo menos nove mortes, 60 feridos e 20 a 30 desaparecidos. Calcula-se que tenham caído ao rio Mississipi entre 50 a 60 veículos, entre eles um autocarro escolar, de uma altura de 20 a 30 metros. O chefe da polícia de Minneapolis avisa que as operações de resgate ainda vão demorar, o rio tem correntes imprevisíveis, as equipas devem por isso trabalhar com segurança. As buscas foram interrompidas durante a noite. O actual contigente policial e de socorro deverá manter-se com o mesmo número de efectivos durante pelo menos mais três dias. As causas do acidente são ainda desconhecidas. A hipótese de atentado terrorista está praticamente afastada. No entanto, parte da estrutura estava em obras e num relatório realizado em 2001 indica que a ponte apresentava problemas relacionados com corrosão. O governador de Minneapolis garantiu que a estrutura passou nas inspecções feitas em 2005 e 2006. Na hora do colapso, às seis da tarde hora local, estavam apenas duas faixas abertas ao trânsito para cada lado, num total de oito. Também no momento em que a ponte caíu, passava um comboio que acabou partido ao meio. A ponte era uma das principais vias de entrada e saída da cidade.