Última hora

Última hora

Contentores causam novo diferendo comercial entre Bruxelas e Washington

Em leitura:

Contentores causam novo diferendo comercial entre Bruxelas e Washington

Tamanho do texto Aa Aa

Avizinha-se mais um diferendo comercial entre os Estados Unidos e a União Europeia. Bruxelas considera uma perda de tempo e de dinheiro a obrigação de fazer um ‘scan’ a todos os contentores de mercadorias que saíam da Europa em direcção aos Estados Unidos. A lei, adoptada pelo Congresso norte-americano, impõe ao porto de saída a obrigação de perscrutar ao raio-X o interior dos contentores. A medida insere-se no pacote legislativo antiterrorismo de Washington, mas o comissário para a fiscalidade garante que peritos de ambos os lados do Atlântico consideram que as perdas económicas serão superiores aos ganhos em termos de segurança. Laszlo Kovacs propõe, em contrapartida, uma análise de riscos dos contentores, o que considera ser o justo equilíbrio entre o comércio legítimo e a segurança aduaneira. A lei deve entrar em vigor no prazo máximo de cinco anos e os custos da sua aplicação caberão inteiramente à Europa. Os profissionais do sector afirmam que, se assim for, será necessário aumentar os impostos a aplicar sobre essas mercadorias. Bruxelas estuda agora a hipótese de recorrer à Organização Mundial do Comércio.