Última hora

Última hora

Autoridades britânicas confirmam mais um caso de febre aftosa

Em leitura:

Autoridades britânicas confirmam mais um caso de febre aftosa

Tamanho do texto Aa Aa

Está confirmado um segundo surto de febre aftosa no Reino Unido. É o segundo caso detectado pelas autoridades britânicas em cinco dias no Sudoeste de Inglaterra, o que aumenta os receios de uma epidemia na região. O criador Roger Pride é proprietário da quinta onde foi detectado o primeiro foco da doença e declarou que “é simplesmente desastroso. Mais que os animais é a nossa reputação que está em jogo. Demorámos 20 anos a construír o negócio, e temos uma boa reputação, e isso é o tipo de coisa difícil de recuperar”, adiantou. Anthony Gibson, responsável do Sindicato dos Criadores ingleses fez um ponto da situação: “A prioridade absoluta é identificar cada vestígio recente da infecção, e é aí que todos os esforços se concentram actualmente. Porque é disso que depende o nosso sucesso. Se conseguirmos fazê-lo, então vamos poder fazer a indústria regressar ao normal de forma relativamente rápida” Este sábado foram abatidas cerca de 160 vacas que pertenciam à quinta onde foi detectado o primeiro foco de febre aftosa. O surto, detectado 50 quilómetros a Sul de Londres, foi identificado numa propriedade muito próxima de um laboratório que se dedica à produção de vacinas que contêm a mesma estirpe rara do vírus recentemente diagnosticado nos animais. A Febre aftosa é uma doença que por norma atinge espécies animais como vacas, cabras, porcos e ovelhas, mas, regra geral, não contagia o homem.