Última hora

Última hora

Protestos no Sul da Coreia

Em leitura:

Protestos no Sul da Coreia

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas manifestaram-se, esta quarta feira, contra o recém anunciado encontro entre os líderes das duas Coreias, o primeiro desde 2000. O grupo que se auto intitula como anti-nuclear acusa os presidentes dos dois países de quererem recriar um governo de esquerda. O encontro entre o presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun e o líder norte-coreano, Kim Jong-il, está agendado para 28 e 30 de Agosto na capital da Coreia do Norte, Pyongyang.

Um especialista em questões norte-coreanas considera que a Coreia do Norte tem vindo a observar a situação tendo concluido, que este encontro não podia continuar a ser adiado. O país terá sentido necessidade de aproveitar esta oportunidade e evitar, assim, males maiores.

Em cima da mesa está o processo de reconciliação entre os países, tecnicamente em guerra desde 1950. A reunião histórica entre os líderes das duas Coreias, acontece pela primeira vez ao fim de sete anos. Alguns especialistas justificam o encontro com a eleição presidencial da Coreia do Sul, em dezembro, mas para milhares de pessoas é já um sinal de paz.