Última hora

Última hora

Muçulmanos reunidos em Jacarta para promover a criação de um Califado no Mundo

Em leitura:

Muçulmanos reunidos em Jacarta para promover a criação de um Califado no Mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de cem mil muçulmanos reuniram-se em nome da criação de um Califado, um único Estado islâmico desde a Península Ibérica ao Sudeste asiático. O encontro decorreu hoje num estádio de Jacarta, na Indonésia, o maior país muçulmano do Mundo. A iniciativa foi promovida pelo Hizbut Tahrir, uma organização internacional radical, criada em Jerusalém em 1953, que é proibida em vários países europeus, asiáticos, africanos e árabes.

Salim Frederick, representante da organização na Dinamarca, aproveitou o encontro para lançar um apelo a todos os muçulmanos para que se unam face às pessoas que tentam destruir a confiança que têm no Islão e pede que levem a mensagem a cada canto do mundo, do Oeste até ao Leste, para que possam estar orgulhosos no fim da vida.

Na Indonésia, depois de anos e proibição, o Hizbut Tahrir tem vindo a ganhar influência. Mesmo assim, dois dos oradores, um britânico e um australiano, foram impedidos de entrar no país. O grupo defende que a criação do Califado deve ser pacífica, mas não condena a violência em nome da guerra santa. Tem sido esse o argumento usado por vários países, a começar pelo Reino Unido, para tentar proibir o grupo.