Última hora

Última hora

Alemã raptada surge num vídeo

Em leitura:

Alemã raptada surge num vídeo

Tamanho do texto Aa Aa

A cidadã alemã raptada sábado num restaurante de Cabul surgiu hoje numa televisão afegã. A jovem alemã, que trabalha para a ONG Ora International no Afeganistão, revela no vídeo a sua identidade e filiação.

Na cassete entregue ao canal televisivo, os raptores começam por dizer que não são talibãs e exigem que seja devolvida a liberdade aos que designam de “prisioneiros inocentes”, a troco da libertação de Christina, a cidadã alemã. As autoridades reforçaram os meios e apertam o cerco na capital na tentativa de descobrir o paradeiro da refém.

Outro sequestro que continua por resolver é o dos 19 missionários sul-coreanos, raptados pelos Talibãs. Todas as negociações para a sua libertação fracassaram, dado que o governo afegão recusa ceder à exigência de libertar prisioneiros talibãs.

Numa parada militar este domingo, para comemorar a independência do Império Britânico em 1919, Hamid Karzai encorajou os seus compatriotas a assumirem os destinos do país sem a ajuda externa e fugido às ingerências internacionais. Educação e coragem são os meios que o presidente afegão aponta para conservar a independência conquistada com a queda do regime talibã em 2003.