Última hora

Última hora

França considera que violência no Iraque é um problema que deve ser resolvido pelos iraquianos

Em leitura:

França considera que violência no Iraque é um problema que deve ser resolvido pelos iraquianos

Tamanho do texto Aa Aa

A visita surpresa do chefe da diplomacia francesa ao Iraque abre uma nova via das relações entre os dois países. Bernard Kouchner chegou este domingo a Bagdade, sendo o primeiro ministro francês dos Negócios Estrangeiros a deslocar-se ao Iraque desde a invasão de 2003. Paris opôs-se à guerra, o que levou a um azedar das relações com os Estados Unidos.

Esta visita não significa uma mudança de política, como ficou demonstrado na conferência de imprensa conjunta. O chefe da diplomacia francesa afirma que a violência “é um problema iraquiano e deve ser resolvido pelos iraquianos” e que “não existe uma solução militar, apenas uma solução política”.

Paris apenas acaba por mudar a sua forma de tratar o assunto, vendo ao mesmo tempo com bons olhos o reforço do mandato da ONU para o Iraque, aprovado há dias. Mas Bernard Kouchner não podia deixar de começar a viagem sem uma homenagem pessoal. Deslocou-se, por isso, à sede da ONU, onde há quatro anos um atentado custou a vida ao amigo Sérgio Veira de Mello e a outras 21 pessoas.