Última hora

Última hora

Jamaica declara estado de emergência à passagem do furacão Dean

Em leitura:

Jamaica declara estado de emergência à passagem do furacão Dean

Tamanho do texto Aa Aa

Desde a noite de domingo que o furacão Dean assola as costas do sudeste da Jamaica. Os ventos de 240km, levaram ao corte a título preventivo da distribuição de electricidade a 150 mil casas, as inundações ameaçam milhares de pessoas que se recusam a abandonar as habitações temendo mais a criminalidade do que a violência do primeiro furacão da temporada.

As autoridades decretaram um recolher obrigatório de 48 horas em zonas consideradas sensíveis da capital, assim como o estado de emergência por um período de 30 dias. Pelo menos 17 pessoas encontram-se à mercê da intempérie num banco de areia ao largo da Jamaica, depois de se terem recusado a refugiar-se nos abrigos.

O centro do furacão encontrava-se ao início da noite a 80km a sudeste da capital Kingston, avançando para noroeste à velocidade de 30km por hora. As autoridades norte-americanas temem que o Dean atinga a categoria 5, a mais elevada da escala de Saffir Simpson.

Nas ilhas Caimão, na rota do Dean, 1.500 turistas foram reencaminhados para os países de origem. A tempestade deverá atingir em meados desta semana a península do Iucatão no México, onde se regista um êxodo em massa dos turistas. As autoridades disponibilizaram mais de 500 abrigos para a população.

No rasto do furacão ficam até agora sete mortos e mais de uma centena de habitações destruídas na Martinica, Haiti e na República Dominicana durante o fim-de-semana.