Última hora

Última hora

Raptores afegãos queriam 1 milhão de dólares

Em leitura:

Raptores afegãos queriam 1 milhão de dólares

Tamanho do texto Aa Aa

A refém alemã libertada no Afeganistão está de boa saúde, anunciaram as autoridades germânicas e deverá regressar a casa em breve, depois de ter passado 36 horas em cativeiro. Os autores do rapto, que negaram qualquer ligação aos talibã, pediam um resgate de 1 milhão de dólares, anunciou um porta-voz do ministério do Interior afegão.

A polícia levou a cabo uma operação com mais de 300 homens e foram detidas quatro pessoas, na madrugada de domingo para segunda-feira. O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão já agradeceu às forças de segurança afegãs, sem as quais a libertação de Christina Meier não teria sido possível. “A crise continua”, disse Frank Walter Steinmeier, até à libertação de um outro cidadão germânico, também sequestrado no Afeganistão.

De recordar que 19 sul-coreanos continuam reféns dos talibã, há mais de um mês. O grupo extremista libertou dois cidadãos e outros dois foram executados o mês passado.