Última hora

Última hora

Alerta da OMS para as doenças infecciosas

Em leitura:

Alerta da OMS para as doenças infecciosas

Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta: há grandes possibilidades de aparecerem novas pandemias em todo o mundo, nos próximos anos.

Com mais de dois mil milhões de pessoas que usam aeroportos e aviões todos os anos, os riscos de contágio de um local do globo para outro aumentam, avisa a OMS.

Também o tratamento das doenças infecciosas é cada vez mais difícil, já que as epidemias se tornaram mais resistentes e tomaram outras formas.

Margaret Chan, directora geral da OMS explica que esta ameaça deve ser encarada “como uma causa universal, numa solidariedade colectiva contra uma ameaça partilhada pelos países do mundo”.

Desde os anos 70, foram identificadas mais de 40 novas doenças e nos últimos cinco anos, os investigadores encontraram mil e cem novas epidemias, entre as quais a Gripe das Aves ou a Síndrome Respiratória Aguda Grave, que teve início na China e se espalhou por 30 países, causando a morte de 800 pessoas.

Em 2000, só no Uganda, morreram 224 vítimas do ébola.

Segundo o relatório da OMS, é essencial esforços renovados para controlar e monitorizar epidemias que podem ter efeitos catastróficos, como a cólera, a febre amarela ou as doenças meningocóccicas.