Última hora

Última hora

Violência juvenil preocupa Gordon Brown

Em leitura:

Violência juvenil preocupa Gordon Brown

Tamanho do texto Aa Aa

A Grã-Bretanha está em choque e chora a morte do rapaz de 11 anos, assassinado quarta-feira à noite, em Liverpool. A polícia britânica deteve dois adolescentes, de 14 e 18 anos, suspeitos de terem baleado Rhys Jones, enquanto este jogava futebol com uns amigos, no parque de estacionamento de um bar.

Os adolescentes terão disparado três tiros, enquanto se aproximavam numa bicicleta todo-o-terreno, encapuçados.

O caso fez ressurgir no país o debate sobre a violência juvenil. Desde o início de 2007 que oito jovens perderam a vida em incidentes com armas de fogo, uma preocupação expressa por Gordon Brown.

“Desde que eu e a ministra da Administraçâo interna assumimos os nossos cargos, começámos a trabalhar para perceber o que podemos fazer para lidar com os problemas das armas e facas, dos gangs e com o problema da delinquência juvenil”, declarou o primeiro-ministro britânico.

De acordo com um relatório da União Europeia, a Grã-Bretanha é o país mais violento dos 27. Em média, uma pessoa é vítima de um ataque com arma branca de oito em oito minutos. Dados oficiais mostram ainda que a criminalidade aumentou 18 por cento no último ano.