Última hora

Última hora

Ministro israelita da Habitação defende incursão na Faixa de Gaza após os últimos incidentes

Em leitura:

Ministro israelita da Habitação defende incursão na Faixa de Gaza após os últimos incidentes

Tamanho do texto Aa Aa

A crescente tensão na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza dominou a reunião do governo israelita esta manhã, em Jerusalém. Desde sexta-feira houve vários incidentes, para além dos constantes ataques com roquetes contra território hebraico. Israel saiu da Faixa de Gaza em 2005 e a tensão subiu, sobretudo, desde que o Hamas tomou o poder no território, em Junho. Meir Sheetrit defende a necessidade de uma operação militar. O ministro da Habitação afirma: “Não ponho de parte a hipótese de invadir Gaza e ficar o tempo que for preciso, pois não acredito numa protecção só do lado de Israel. Penso que a protecção de um só lado obrigará a colocar toda a gente em abrigos e isso é contra as minhas convicções”.

Hoje foram detidos seis adolescentes palestinianos que tentavam entrar em Israel. O Tsahal suspeita que foram enviados pelo Hamas para testar a vigilância, após os últimos incidentes. Na sexta-feira foram abatidos dois palestinianos e, no sábado, pelo menos dois outros conseguiram passar o muro de sete metros de altura e entrar em Israel. Foram depois mortos. O ataque foi reivindicado por três grupos palestinianos e levou Israel a reforçar os controlos na zona.