Última hora

Última hora

Sarkozy apoia posição de Kouchner sobre Governo iraquiano

Em leitura:

Sarkozy apoia posição de Kouchner sobre Governo iraquiano

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro dos negócios estrangeiros francês pediu esta segunda-feira desculpas por ter defendido a demissão do primeiro-ministro iraquiano Nouri al- Maliki após uma visita recente ao Iraque.

Apesar do pedido de desculpas, a posição inicial de Bernard Kouchner teve o apoio do presidente Nicolas Sarkozy: “não haverá outra solução que não a política. E essa solução política passa pela marginalização dos grupos extremistas. E um processo sincero de solodariedade e responsabilidade…. é a mensagem que Bernard kouchner levou a Bagdade. uma mensagem de solidariedade e de disponibilidade. ele teve um motivo para ir a Bagdade, e ele conduziu essa visita de modo exemplar”, disse o chefe de Estado numa intervenção a propósito do objectivos da política externa gaulesa.

A visita do chefe da diplomacia francesa a Bagdade pretendia marcar uma viragem na política externa gaulesa, mas as declarações de Kouchner provocaram a ira de al Maliki que acusa a França de estar ao lado dos apoiantes de Sadam Hussein

Paris quer romper com a política de oposição ao conflito iniciado coma invasão de 2003, seguida por Chirac, e tenta vestir o papel de mediador. O chefe do executivo iraquiano parece incapaz de unir xiitas, sunitas e curdos, uma questão considerada chave para a pacificação do Iraque e para uma eventual retirada norte-americana.