Última hora

Última hora

Tribunais rejeitam tentativas de bloqueio da AG da Arcelor Mittal

Em leitura:

Tribunais rejeitam tentativas de bloqueio da AG da Arcelor Mittal

Tamanho do texto Aa Aa

A Arcelor Mittal conseguiu ultrapassar os últimos obstáculos à fusão. Um tribunal de Paris rejeitou a providência cautelar, interposta por um grupo de accionistas, que queria bloquear a assembleia-geral onde vão ser discutidos os últimos detalhes da fusão que fez nascer o novo número um mundial da produção de aço.

Também na Holanda os tribunais decidiram a favor da empresa, num caso semelhante. O processo de fusão chega ao fim, numa altura em que a empresa apresenta bons resultados, com a facturação e o lucro do primeiro semestre deste ano a subirem em relação ao mesmo período de 2006.

A Arcelor Mittal nasceu depois da OPA, bem sucedida, lançada pela Mittal Steel, do milionário indiano Lakshmi Mittal, ao grupo pan-europeu Arcelor, com sede no Luxemburgo. A OPA foi aceite há cerca de um ano, depois de uma longa batalha. A fusão concretizou-se mas só na assembleia-geral desta terça-feira o negócio vai poder ser considerado devinitivamente concluído. Vários grupos de accionistas consideram injusta a proposta de troca de acções e recorreram, por isso, aos tribunais.