Última hora

Última hora

Imigração provoca tensão entre Madrid e Paris

Em leitura:

Imigração provoca tensão entre Madrid e Paris

Tamanho do texto Aa Aa

A imigração está a provocar uma troca de palavras entre os governos de Espanha e França. José Luís Rodrigues Zapatero foi obrigado a desmentir o homólogo francês, Francois Fillon.

Numa entrevista a uma televisão, o primeiro-ministro francês disse que Zapatero estava arrependido de ter legalizado 600 mil imigrantes em 2005. Um processo que foi criticado na altura pelo ministro da administração interna francês, Nicolas Sarkosy, hoje presidente do seu país.

Zapatero surgiu por isso agora em público a negar qualquer arrependimento e afirmando que “o governo francês vai publicar uma nota” sobre o assunto. O chefe do governo espanhol defende que a legalização foi necessária e “positiva” para combater a economia paralela e dar condições dignas de vida às centenas de milhar de imigrantes que fazem um trabalho que os espanhóis já não querem.

Só este ano, a Espanha recebeu mais 200 mil imigrantes em especial romenos, búlgaros e marroquinos que vieram já com contrato para trabalhar na apanha da fruta ou na construção.