Última hora

Última hora

Soldados britânicos retiram-se de Bassorá

Em leitura:

Soldados britânicos retiram-se de Bassorá

Tamanho do texto Aa Aa

É o fim da presença militar britânica em Bassorá e mais um passo rumo à passagem de testemunho definitiva da província que deverá acontecer até ao final do ano. 500 dos 5500 militares britânicos no Iraque passam o controlo de Bassorá para mãos iraquianas pela primeira vez desde a invasão de 2003.

O contingente, estacionado num antigo palácio de Saddam Hussein, deixa Bassorá para consolidar a guarnição no aeroporto próximo da importante cidade portuária. Uma acção já esperada, dada também a vulnerabilidade da posição que os militares ocupavam até agora.

O sucessor de Tony Blair em Downing Street, Gordon Brown é aplaudido em casa mas deixa amargos de boca em Washington.

A acção simbólica pode ser analisada como uma manobra para calar os liberal-democratas, o maior partido da oposição que exige um calendário para a retirada total.

Brown ganha também trunfos tendo em vista a possível marcação de legislativas antecipadas, provavelmente no próximo ano, algo que só deverá acontecer depois da retirada total, ou pelo menos quando a presença britânica no Iraque for substancialmente reduzida.