Última hora

Última hora

Guerrilha das FARC aceita proposta de mediação de Hugo Chavez

Em leitura:

Guerrilha das FARC aceita proposta de mediação de Hugo Chavez

Tamanho do texto Aa Aa

A guerrilha colombiana das FARC aceitou a proposta do presidente venezuelano para mediar uma troca de reféns por prisioneiros. O anúncio foi feito durante uma entrevista do número dois da guerrilha, Raul Reyes, publicada ontem no jornal mexicano Jornada. Reyes sublinhou a admiração por Hugo Chavez e a importância de um encontro entre o presidente e o líder das FARC, Manuel Marulanda.

Chavez tinha feito a proposta de mediação na semana passada, durante um encontro com o presidente colombiano Alvaro Uribe, em Bogotá. Em cima da mesa das negociações vai estar a libertação de 500 rebeldes em troca de 45 reféns, entre os quais a antiga candidata presidencial franco-colombiana Ingrid Betancourt.

O anúncio surge no dia em que o exército colombiano afirmou ter morto um dos principais chefes da guerrilha das FARC, Tomás Medina, durante uma operação militar no sul do país. Medina, conhecido como “Negro Acacio”, seria um dos responsáveis por gerir os fundos das FARC provenientes do tráfico de droga.

Ontem a guerrilha tinha devolvido os cadáveres de 11 deputados regionais, raptados há mais de cinco anos e mortos, aparentemente, numa troca de tiros entre a guerrilha e um grupo paramilitar. Bogotá acusa as FARC de ter executado os reféns.