Última hora

Última hora

Metro de Londres paralizado pelo segundo dia consecutivo

Em leitura:

Metro de Londres paralizado pelo segundo dia consecutivo

Tamanho do texto Aa Aa

Milhões de pessoas continuaram esta terça-feira a sofrer os efeitos de uma greve de 72 horas convocada pelos trabalhadores do metro de Londres. O serviço registava esta manhã cortes e atrasos em nove das 12 linhas da rede que serve a capital do Reino Unido.

Muitos dos cerca de 3 milhões de passageiros que todos os dias utilizam o sistema pareciam resignados: “Eu tinha à mesma uma longa viagem à minha frente. Saio daqui de Farringdon, para ir até Bracknell, o que leva umas boas duas horas e várias mudanças de comboio, até chegar a casa. por isso levo o dobro do tempo normal”, declarou um utente

Os sindicatos querem garantias de que o anunciado colapso financeiro da empresa Metronet não levará à perda de postos de trabalho ou ao corte de pensões.

Mais de 2 mil trabalhadores do metro de Londres estão num braço de ferro com o patronato, depois de um dos três sindicatos afectos aos trabalhadores ferroviários ter mantido a greve iniciada ontem. A companhia de transportes londrina TFL emitiu um comunicado onde considerava a actual situação como inaceitável.