Última hora

Última hora

Plano de reestruturação da Alitalia provoca o caos no aeroporto de Milão

Em leitura:

Plano de reestruturação da Alitalia provoca o caos no aeroporto de Milão

Tamanho do texto Aa Aa

Prossegue o caos no aeroporto de Milão para os passageiros da Alitalia. O pessoal da companhia continua a greve de zelo, a que os pilotos se juntaram esta segunda-feira. Na última semana, perto de 150 voos foram cancelados. Na base do protesto está o plano de reestruturação da empresa, o 15 dos últimos sete anos duma companhia aérea que dá, por dia, um prejuízo de 1 milhão de euros.

Um representante do sindicato dos pilotos da Alitalia explicou que “não se trata de uma greve”, o que os comandantes estão a fazer “é a aplicar à letra, os regulamentos para a segurança e a manutenção técnica”.

A resposta já chegou da aviação civil, a ENAC abriu um inquérito porque “se os aviões não podem voar, a licença da companhia terá de ser retirada”.

O novo plano de reestruturação prevê a dispensa de 1000 dos 20 mil funcionários, a venda de 20 a 25 aviões, e a centralização em Roma dos voos intercontinentais, para além da supressão de rotas não lucrativas. O Estado continua interessado em vender os 49,9% que detém da Alitalia, mas até agora não surgiu nenhum comprador, se bem que a Air France e a British Airways estão atentas à provável privatização.