Última hora

Última hora

Islamitas acusam vencedores das eleições de corrupção

Em leitura:

Islamitas acusam vencedores das eleições de corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

Os nacionalistas do Istiqlal triunfaram nas eleições legislativas marroquinas causando grande surpresa.
Os grandes derrotados foram os seus companheiros de coligação, os socialistas da USFP, bastante castigados pelo eleitorado.

Contra as todas as sondagens e expectativas, os islamitas do Partido da Justiça e do Desenvolvimento não venceram. As acusações não se fizeram esperar.

“Ficamos em segundo, em segundo logo atrás da corrupção. A corrupção fica em primeiro e depois surge o PJD”, disse o líder Lahcen Daoudi.

As eleições foram consideradas justas e transparentes pela União Europeia.

Triunfante, o Istqlal, do nacionalista Abbas el-Fassi, tem agora vantagem nas negociações para a formação de governo. El-Fassi, o secretário-geral já fez saber que vai privilegiar as negociações com os parceiros do Bloco Democrático, onde se incluem os socialistas da USFP, que venceram em 2002, mas que agora apenas conseguiram o quinto lugar, e o PPS, o Partido do Progresso e do Socialismo.

Apesar do equilíbrio de forças ter mudado, não deverá haver grandes alterações no rumo do país, já que será a mesma coligação a formar governo.