Última hora

Última hora

Barroso lança o debate sobre o financiamento e orçamento da União após 2013

Em leitura:

Barroso lança o debate sobre o financiamento e orçamento da União após 2013

Tamanho do texto Aa Aa

Em busca de um novo rumo para a União Europeia, a Comissão presidida por Durão Barroso lança o debate: Onde e como queremos gastar os fundos e que modelo de financiamento devemos adoptar depois de 2013? A pergunta a que os 27 estados-membros vão responder num questionário que servirá de base para as negociações a realizar em 2008 ou 2009.

Uma discussão que Durão Barroso sabe, vai provocar um novo frente-a-frente entre a França e o Reino Unido em torno da PAC e do cheque britânico: “Os dois pontos politicamente difíceis são esses: a Política Agrícola Comum e o cheque britânico. É certo que vamos ter um debate em torno disso. Já o disse, sem tabus. Mas ainda não tive a oportunidade para falar com Gordon Brown sobre esta questão”.

De França, sopram novos ventos com a chegada de Nicolas Sarkozy ao Eliseu. O presidente francês afirmou terça-feira que o seu país está disposto a repensar a PAC quando a França assumir a presidência rotativa da União, no primeiro semestre de 2008. Mas também já excluiu a possibilidade de, como pretende o primeiro-ministro britânico, suprimir o pacote, que representa 40% do orçamento comunitário.

A disponibilidade francesa para rever a política agrícola vai de encontro às pretensões da Comissária do Orçamento, Dalia Grybauskaité: “Gostávamos de ver os líderes europeus levarem muito a sério uma reforma do orçamento, incluído reforma da PAC. Se a presidência francesa, em 2008, a assumir como uma das suas prioridades, então podemos unir forças e fazer imensas coisas para uma nova e mais moderna PAC”.

A solução passa por encontrar o meio-termo entre as posições britânica e francesa, ou seja, reduzir os reembolsos ao Reino Unido e rever em baixa os subsídios agrícolas. Assim será possível reorientar os fundos europeus para o desenvolvimento rural e regional e ainda para a inovação e energias renováveis no rumo para um futuro mais sustentável.