Última hora

Última hora

Euro e petróleo fortes ameaçam economia da Eurozona

Em leitura:

Euro e petróleo fortes ameaçam economia da Eurozona

Tamanho do texto Aa Aa

O euro está mais forte que nunca e o petróleo bate novos recordes. Estes são dois factores que estão a tirar, à economia europeia, alguma da pujança que tem vindo a demonstrar. Num ano de forte aceleração do crescimento, estas subidas parecem querer estragar a festa, depois da crise nos mercados, gerada pelos problemas com os créditos hipotecários de risco nos Estados unidos, terem já feito uma certa mossa.

O analista Gregory Moore teme que uma nova subida nos juros da Eurozona vá agravar ainda mais a situação: “Hoje, nos mercados, assistimos a novos recordes no câmbio euro-dólar, uma vez que estamos perto da marca de 1,39 USD, o que é ajudado pela perspectiva de endurecimento da política monetária da Europa, com um possível aumento da taxa de juro previsto para breve, na Zona Euro, a contrastar com uma suavização da política monetária nos Estados Unidos”.

Quem fica mais a perder com o euro a nível recorde são as empresas que exportam para as outras zonas monetárias, incluindo alguns dos impérios do luxo, sediados na Europa, que começam a sentir dificuldades no comércio para os outros continentes.

Estes são temas que vão recolher uma particular atenção nas reuniões do Eurogrupo e do Ecofin, sexta e sábado, na cidade do Porto.