Última hora

Última hora

Villepin diz que caso Clearstream "não é político"

Em leitura:

Villepin diz que caso Clearstream "não é político"

Tamanho do texto Aa Aa

Interrogado por um Juiz Dominique de Villepin defende-se e ataca Sarkozy. É a primeira vez que o antigo primeiro-ministro francês se explica perante os magistrados encarregues do caso desde que foi oficialmente implicado em Julho.

“O caso Clearstream não é político.Deixei ontem com os magistrados um dossiê que contém várias notas explicando qual é para mim a realidade deste processo. Tenho confiança na justiça, no direito e na verdade”, declarou aos jornalistas.
O ex-chefe de Governo é acusado de ter lançado suspeitas sobre o envolvimento de Nicolas Sarkozy, na altura ministro do Interior, num escândalo de alegadas contas bancárias secretas que o agora presidente francês teria no Luxemburgo.

Jean-Louis Gergorin, ex-vice presidente EADS, revelou ter enviado anonimamente ao juiz uma lista de nomes onde Sarkozy era posto em causa mas diz ter agido por ordem de Villepin que responde agora por cumplicidade em denúncia caluniosa. A reforçar este testemunho estão notas encontradas no computador do general Philipe Rondot que indicam que Villpein terá instruido Gergorin para denunciar Sarkozy.

O Antigo chefe de Governo esta sob controlo judiciário tendo sido obrigado ao pagamento de uma caução de 200 mil euros e está proibido de contactar os principais protagonistas do caso Clearstream, entre os quais se encontra o ex-presidente francês Jacques Chirac.