Última hora

Última hora

Habitantes do Peloponeso desencantados com legislativas gregas

Em leitura:

Habitantes do Peloponeso desencantados com legislativas gregas

Tamanho do texto Aa Aa

Trezentos quilómetros a sudoeste de Atenas, na aldeia de Makistos, a assembleia de voto funciona num pré-fabricado. Esta região, na península do Peloponeso, foi uma das mais afectadas pelos violentos incêndios de Agosto e o local onde deveria ter decorrido o escrutínio foi queimado pelas chamas.

Grande parte da população perdeu o interesse nas eleições e está sobretudo preocupada com o futuro, enquanto lamenta as dezenas de mortos devido aos fogos.

Vários residentes temem que os políticos esqueçam as promessas de ajuda às regiões afectadas feitas durante a campanha eleitoral.

Depois de ter visto a casa destruída pelas chamas, uma residente de Makistos diz que “não espera nada destas eleições”. Acrescenta que “não sabe sequer se vai votar. Ninguém lhe disse nada”.

O governo ofereceu compensações imediatas de três mil euros a vítimas dos incêndios, o que para muitos é uma ajuda demasiado pequena. Os residentes locais querem um plano de ajudas e reconstrução a longo prazo.