Última hora

Última hora

Sarkozy quer um "novo contrato social" para os franceses

Em leitura:

Sarkozy quer um "novo contrato social" para os franceses

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro meses depois de ser eleito, Nicolas Sarkozy profere o discurso que todos os parceiros sociais do governo estavam à espera. O presidente da República francesa pega na bandeira que marcou a campanha eleitoral e diz aos franceses que é preciso mudar o sistema de segurança social, os contratos de trabalho e o sistema de reformas.

“Pretendo a supressão da passagem automática à reforma antes dos 65 anos. É impensável explicarmos aos franceses que têm de trabalhar mais tempo, quando há pessoas que entram automaricamente na reforma quando atingem uma certa idade. Quanto às pré-reformas, os descontos para a segurança social devem ser maiores neste período, para que as pessoas não abusem do sistema”, anunciou o Presidente francês.

Nicolas Sarkozy quer ainda ir “mais longe e simplificar determinados aspectos da regulamentação do tempo de trabalho, que é um dos sistemas mais complexos do mundo. Devemos dar uma maior liberdade às empresas para a determinação da duração dos contratos colectivos de trabalho”, declarou o Chefe de Estado.

Depois do anúncio, Sarkozy assegurou os parceiros sociais, sobretudo os sindicatos, que estas reformas serão feitas num clima de concertação.