Última hora

Última hora

Atentado em Beirute vitima deputado da maioria anti-síria

Em leitura:

Atentado em Beirute vitima deputado da maioria anti-síria

Tamanho do texto Aa Aa

Um atentado bombista no sudeste de Beirute matou esta tarde nove pessoas, entre as quais o deputado da maioria anti-síria, Antoine Ghanem. A acção com uma viatura armadilhada, que parece reiniciar a série de assassínios políticos no país, registou-se no bairro cristão de Sil el Fil, tendo feito pelo menos trinta feridos. A deflagração atingiu o veículo em que seguia o deputado, que regressara há dois dias dos Emirados Árabes Unidos, onde se encontrava exilado, por motivos de segurança.

Antoine Ghanem, pertencia ao partido cristão da Falange, a mesma formação do ministro da Indústria libanês Pierre Gemayel, assassinado há um ano na sequência de um atentado similar.

Ghanem é o oitavo membro da coligação anti-síria a ser vítima de um atentado nos últimos dois anos e meio. O atentado, que reduz a maioria anti-síria para 68 deputados, ocorre a uma semana do parlamento libanês eleger o sucessor do pró-Sírio Emile Lahoud na presidência.

Uma eleição ensombrada pela ameaça dos sectores pró-sírios de boicotarem a votação. Se uma decisão não for alcançada até finais de Novembro, um cristão maronita deverá suceder a Lahud, segundo a Constituição. A Casa Branca e o Conselho de Segurança da ONU condenaram esta tarde o atentado. No passado, Washington tinha acusado Damasco e Teerão de fomentarem a crise política no Líbano.