Última hora

Última hora

Bruxelas apresenta propostas de abertura dos mercados energéticos

Em leitura:

Bruxelas apresenta propostas de abertura dos mercados energéticos

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia propôs esta quarta-feira uma série de medidas para renovar o sector energético do velho continente. Para que os consumidores europeus paguem menos gás e electricidade o executivo quer combater os gigantes energéticos abrindo os mercados a uma maior concorrência, como explica Durão Barroso: “Eu acredito que está na altura de acabar com as desigualdades dos preços. Se virem os resultados da nossa investigação, perceberão as diferenças, o quanto os mercados na Europa estão efectivamente protegidos, e encontrarão resultados espantosos, o que confirma que a situação actual não pode continuar assim.

A Comissão Europeia também pediu aos 27 que lhe atribuam poderes para bloquear o espaço comunitário às investidas das grandes empresas estrangeiras. “Nós temos que colocar condições duras à aquisiçâo de bens por parte de empresas não europeias para termos a certeza que todos seguimos as mesmas regras do jogo. É muito importante, a rescentou o presidente da Comissão Europeia.

Bruxelas propôs formalmente uma separação efectiva entre as operações das redes de transmissão de gás e electricidade e as actividades de fornecimento. As novas regras obrigarão os gigantes energéticos a vender as suas redes de transmissão ou a submeterem-se ao controlo de um operador independente

Segundo o executivo europeu trata-se de uma medida contra os monopólios e o abuso de posições dominantes que conta com a oposição de países como a França ou a Alemanha.