Última hora

Última hora

Protestos de monges budistas voltam a tomar as ruas em Myanmar

Em leitura:

Protestos de monges budistas voltam a tomar as ruas em Myanmar

Tamanho do texto Aa Aa

Os monges budistas voltaram a saír às ruas no Myanmar, antiga Birmânia, pela quarta semana consecutiva, para protestar contra a junta militar no país. Pelo menos 2 mil religiosos realizaram uma marcha pacífica nas cidades de Sittwe e Rangoun, aclamados nas ruas pela população.

Ontem, várias centenas tinham sido barrados pelos militares à entrada dos pagodes de Shwedagon, Sule e Batataung, os mais importantes do país. A junta militar reconhecera ontem à noite na televisão, ter utilizado gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar as manifestações. Há duas semanas centenas de monges tinham sido agredidos, durante uma marcha em Pakokku.

A guerra de nervos entre militares e monges prolonga-se desde meados de Agost,o quando os religiosos iniciaram protestos contra a subida dos preços dos combustíveis e dos bens de consumo.

A revolta dos religiosos, que em 1988 tinha provocado motins violentos no país, ameaça uma vez mais o regime militar, oposto a qualquer reforma democrática, e que mantém detida há 11 anos, Aung San Suu Kyi, a vencedora das primeiras eleições no país.