Última hora

Última hora

Suíça: Direita domina campanha eleitoral

Em leitura:

Suíça: Direita domina campanha eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

A campanha eleitoral para as eleições suíças parece estar dominada por uma única questão: é a favor ou contra Blocher? Um protesto pacífico contra o polémico líder da União Democrática do Centro, em Lausanne, acabou esta terça-feira em confrontos com as autoridades. Christoph Blocher, ministro da justiça, é acusado de racismo e xenofobia.

O seu partido, o mais importante do país, centrou a campanha eleitoral contra “os que vivem à custa do sistema social” e “os estrangeiros que abusam do direito de asilo”. Os analistas afirmam que a intenção do partido é criar controvérsia mas para os manifestantes que participaram no protesto pacífico desta terça-feira a situação é preocupante.

“Não fazemos publicidade a Christoph Blocher mas às ideias puras que estão contra ele. Penso que é preciso falar das coisas graves quando elas acontecem. E creio que Christoph Bocher é uma coisa grave que aconteceu à Suíça”, afirmou uma manifestante.

Este fim de semana, Blocher anunciou que vai aparecer num programa em três televisões regionais suíças e na Internet. Uma iniciativa que está a ser investigada pelas autoridades já que, segundo a lei suíça, as televisões não podem difundir propaganda política paga.

Os cartazes da União Democrática do Centro têm gerado controvérsia. Num deles, aparecem três ovelhas brancas a expulsar do país uma ovelha negra.