Última hora

Última hora

Mattel pede desculpa pelos brinquedos perigosos

Em leitura:

Mattel pede desculpa pelos brinquedos perigosos

Tamanho do texto Aa Aa

A empresa de brinquedos Mattel pede formalmente desculpa aos consumidores pelos problemas engendrados com os brinquedos produzidos na China. Um dos digirentes do gigante norte-americano admite erro na concepção dos brinquedos e ordenou a recolha de 20 milhões de produtos em 150 países.

87% dos brinquedos recuperados apresentavam defeitos de fabrico, pequenas peças que se soltavam e podiam ser engolidas pelas crianças e 13% posuiam tintas de chumbo, substância que provoca inúmeras doenças. O vice-presidente da Mattel disse claramente que assume todas as responsabilidade e pede desculpa aos chineses e aos restantes consumidores que compraram esses binquedos

Thomas Debrowisky garante que a grande maiora desses brinquedos foi recuperada e admite que os erros produzidos são provenientes dos criadores da Mattel e não das fábricas chinesas. O responsável máximo da multinacional compareceu diante de uma comissão no Congresso norte-americano. Os congressistas mostraram-se indignados pelo facto de brinquedos pintados com tinta que contém chumbo possam ter sido vendidos nos Estados Unidos. No país, desde 1978, que este tipo de pintura é proibida na fabricação de brinquedos por questões de saúde pública.