Última hora

Última hora

Ordenação de bispo chinês com aprovação tácita do Vaticano

Em leitura:

Ordenação de bispo chinês com aprovação tácita do Vaticano

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez em 50 anos a ordenação de um bispo católico chinês teve a aprovação do Vaticano. Joseph Li Shan, de 42 anos, foi ordenado bispo numa cerimónia na catedral da Imaculada Concepção, perto da praça de Tianamen.

Apesar de não ser oficial, a ordenação contou com a aprovação tácita do papa Bento XVI. A China cortou relações com o Vaticano em 1951, face ao reconhecimento do Estado de Taiwan por parte da Santa Sé. Cerca de 12 milhões de católicos chineses estão divididos entre o catolicismo oficial, controlado pelo governo e o clandestino, em comunhão com o Vaticano, perseguido pelo regime.

Este evento é considerado como sendo um ponto de viragem nas relações entre Pequim e a Santa Sé já que a ordenação de bispos sem a aprovação papal é dos pontos da discórdia. Só no ano passado o Vaticano excomungou dois bispos ordenados ilegalmente.