Última hora

Última hora

Ban Ki-Moon: "Não há tempo para reflexões, é preciso agir já" para combater as alterações climáticas

Em leitura:

Ban Ki-Moon: "Não há tempo para reflexões, é preciso agir já" para combater as alterações climáticas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma conferência inédita nas Nações Unidas sobre o aquecimento global do planeta levou o secretário geral Ban Ki-Moon a pedir urgência aos estados-membros na tomada de medidas.

O encontro, denominado “O Futuro Está Nas Nossas Mãos”, não contou com a presença do líder do país mais poluente – George W. Bush, o presidente norte-americano.

A ideia da conferência é impulsionar as negociações de forma encontrar um acordo concreto para a cimeira de Bali em Dezembro.

Ban Ki-Moon diz que “o desafio continua a ser o mesmo mas agora não há tempo para reflexões, é preciso agir já”.

O acordo desejado pela maioria dos países deverá entrar em vigor depois de 2012, altura em que termina a primeira fase de aplicação do Protocolo de Quioto, não ratificado pelos Estados Unidos e que atenua as emissões de gases com efeito de estufa para atmosfera.

Nas próximas quinta e sexta-feira, a secretária de Estado Condoleeza Rice recebe em Washington os representantes de 16 países mais poluidores do planeta.

Entre os temas em discussão, estarão as inovações tecnológicas amigas do ambiente e o preço das emissões de dióxido de carbono.