Última hora

Última hora

FMI diz que crise vai prolongar-se por 2008

Em leitura:

FMI diz que crise vai prolongar-se por 2008

Tamanho do texto Aa Aa

A crise dos créditos imobiliários de risco tem que ser levada muito a sério. O aviso partiu do Fundo Monetário Internacional, para quem os efeitos na economia vão prolongar-se pelo próximo ano.

Rodrigo Rato, director-geral do FMI, alerta para as ameaças à economia global e para uma diminuição do crescimento, que deve afectar vários países da Europa, sobretudo aqueles, como a Espanha, onde o boom imobiliário se fez mais sentir.

“É uma crise séria, do ponto de vista do impacto no mercado dos créditos. Em segundo lugar, tem um efeito na economia real. Isso vai ser sentido em 2008, sobretudo nos Estados Unidos, e com menos intensidade nos outros países”, disse Rato.

Esta crise rebentou no início do Verão, nos Estados Unidos, quando vários bancos começaram a enfrentar problemas com o crédito malparado, com vários empréstimos de alto risco, concedidos a taxas elevadas, que não conseguiam ser resgatados. O efeito bola-de-neve estendeu-se ao resto do globo.