Última hora

Última hora

Gambari esteve com líders dos dois lados do conflito no Myanmar

Em leitura:

Gambari esteve com líders dos dois lados do conflito no Myanmar

Tamanho do texto Aa Aa

O enviado especial da ONU Ibrahim Gambari esteve reunido este domingo com Aung San Suu kyi, a líder do movimento democrático birmanês. Há quase uma ano que o diplomata nigeriano não se encontrava com a Nobel da paz de 62 anos que cumpre um quarto ano consecutivo de prisão domiciliária.

Horas antes, Gambari avistou-se com membros da junta militar que governa o Myanmar na capital recentemente designada pelo regime. O conteúdo preciso das conversações que o emissário das Nações Unidas manteve com os militares em Napydaw permanece desconhecido.

A junta dirigida pelo general Than Shwea quer que Aung San Suukyi exerça a sua influência para pôr termo aos protestos que, embora mais fracos, se mantêm há mais de um mês depois de o Governo ter anunciado a subida dos combustíveis. A base da revolta anti-governamental continua a ser Rangoon, a maior cidade do Myanmar.

A violência policial e as detenções na antiga Birmânia fizeram o mundo despertar, tendo sido realizadas manifestações de apoio à causa birmanesa em várias capitais do planeta, como Londres ou Nova Iorque.