Última hora

Última hora

Bloco laranja volta a governar na Ucrânia

Em leitura:

Bloco laranja volta a governar na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Os ucranianos vão repetir a receita governamental do bloco Timochenko-Yuchenko. Na quinta-feira passada, o presidente, Viktor Yuchenko e a sua antiga primeira-ministra, Iulia Timochenko, fizeram o pacto:

“Há apenas uma opção, que é formar uma coligação democrática. Apenas isto. Não haverá outras alianças”.

Timochenko confirma: “Acredito que tudo o que fizémos ao longo destes anos fez-nos chegar a esta conclusão: o resultado, a nossa unidade obriga-nos a satisfazer os eleitores que esperavam isto”.

Ficaram conhecidos como os heróis da Revolução Laranja. Em 2004, Iulia Timoshenko e Viktor Yuchenko aliaram-se em nome de uma Ucrânia democrática aberta à Europa. Lideraram multidões nas ruas para anular as eleições por fraude… e conseguiram.

Em novo escrutínio, Yuchenko foi eleito, em Dezembro seguinte. A esperança do eleitorado laranja era imensa. Obteve o controlo do executivo e elegeu Timochenko para chefe do governo…. mas as reformas empreendidas pela princesa do gás, mãe de todas as promessas, assustou os empresários. Terá feito algumas concessões numa área que jurava combater: a da corrupção. E sete meses depois, rompia a lua de mel governativa com o aliado da Revolução.

A rivalidade com o presidente também era grande… a demissão foi inevitavel.

A crise política não se resolveu nem com as legislativas de 2006. Uma coligação contra-natura entre Yutchenko e o rival Yanukovitch, pró-russo, como primeiro-ministro, arrastou a Ucrânia até às urnas, de novo, como exigia Iulia Timochenko.

A futura chefe de governo ganhou a aposta…por agora. Mas o por agora líder da oposição também pode esperar calmamente pelas presidenciais de 2009, enquanto os rivais desgastam a imagem em contínuas lutas pelo poder.