Última hora

Última hora

Putin admite candidatar-se a primeiro-ministro

Em leitura:

Putin admite candidatar-se a primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin anunciou esta segunda-feira que vai concorrer a um assento parlamentar nas eleições legislativas de Dezembro próximo. O Presidente russo, que está impedido de concorrer a um terceiro mandato, vai encabeçar uma lista do partido Rússia Unida e já admitiu a possibilidade de vir a tornar-se primeiro-ministro. “O partido assumiu a responsabilidade pelo desenvolvimento do país e agora só tem um objectivo que é ganhar as próximas eleições e fazê-lo honestamente”.
afirmou, adiantando que “primeiro, a Rússia Unida precisa de vencer as eleições, e em segundo lugar encontrar uma pessoa decente e eficiente para a presidência”. De seguida Putin concluiu ao declarar:
“Eu aceito com gratidão a vossa proposta para liderar a lista”.

Putin falava em Moscovo durante um congresso da Rússia Unida formada em 2001 com o apoio do Kremlin e que se tornou na primeira força política representada no parlamento russo.

O Partido detém mais de dois terços dos 450 lugares da Duma.

No mesmo dia, 17 membros do movimento ‘Outra Rússia’ liderado pelo antigo campeão de xadrês GarRy Kasparov foram detidos durante quatro horas pela polícia moscovita.

Segundo um porta-voz do movimento os militantes foram detidos quando se preparavam para formalizar a entrega de uma candidatura às legsilativas russas de Dezembro.

Por seu lado, a polícia afirma que o grupo foi detido por participação numa manifestação não autorizada.

Os militantes dirigiam-se à comissão eleitoral central para acompanhar Garry Kasparov e o escritor radical Edouard Limonov que puderam depositar uma lista sem qualquer problema.