Última hora

Última hora

UBS prevê forte prejuízo

Em leitura:

UBS prevê forte prejuízo

Tamanho do texto Aa Aa

O banco suíço UBS é a mais recente vítima da crise dos créditos de risco. A administração do maior banco da Europa anunciou que iria perder, no terceiro trimestre deste ano, entre 360 e 480 milhões de euros.

Estes maus resultados fizeram já rolar algumas cabeças, com a demissão do director financeiro Clive Standish e a mudança de posto do presidente da divisão de banca de investimento, Huw Jenkins.

A confirmar-se, este vai ser o primeiro prejuízo do UBS em nove trimestres. A queda chega depois de um crescimento dos resultados, com os lucros a subirem dos 2,7 para os 3,8 mil milhões de euros, entre o primeiro e o segundo trimestre deste ano.

Explica o presidente executivo do UBS, Marcel Rohner: “Já no ano passado houve alguns sinais premonitórios. Sabíamos que iria haver dificuldades. Por isso, assegurámo-nos contra esses problemas. No entanto, o que vimos no terceiro trimestre ultrapassou a nossa imaginação e todas as previsões”.

O UBS vai publicar os valores definitivos, relativos ao período de Julho a Setembro, no dia 30 de Outubro.

A crise que se abate sobre o sector financeiro está a alargar-se a bancos de todo o mundo. Os problemas estalaram nos Estados Unidos, com os créditos imobiliários de alto risco. Esta segunda-feira, outro banco suíço, o Crédit Suisse, anunciou que os resultados anuais iriam ser afectados por esta crise.