Última hora

Última hora

Louis Gallois não comenta relatório sobre EADS

Em leitura:

Louis Gallois não comenta relatório sobre EADS

Tamanho do texto Aa Aa

Louis Gallois, presidente da EADS, reagiu, mas não comenta, as notícias do relatório entregue pela autoridade para os mercados a um tribunal sobre o aleagdo uso de informações privilegiadas por parte de dirigentes.

As acusações remontam a uma altura em que Gallois estava ainda à frente dos caminhos de ferro (SNCF). Só mais tarde entrou para a administração da casa-mãe da Airbus. O homem-forte do consórcio não quer falar sobre os detalhes do documento, que alegadamente incrimina vários dirigentes.

“O inquérito começou há mais de um ano, não me admira que termine com um relatório. Mas sobre o conteúdo desse relatório já disse que não tenho nada a dizer”, disse Gallois.

Se a cúpula mantém o silêncio, o mesmo não fazem os trabalhadores, que fazem questão de demonstrar revolta.

Diz um dirigente sindical: “Como é possível termos confiança no que a administração nos diz, que é preciso passar pelo programa Power 8, sabendo que andaram a meter dinheiro ao bolso?”

Se as alegadas acusações forem provadas, o tribunal avança com um processo e os principais implicados arriscam penas que vão de multas, nunca inferiores às mais-valias que realizaram, até aos dois anos de prisão.