Última hora

Última hora

Madrid mantém pressão sobre Batasuna

Em leitura:

Madrid mantém pressão sobre Batasuna

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia espanhola mantém a pressão sobre o Batasuna. Esta manhã, vários apartamentos na região de Euskadi foram alvo de buscas, poucas horas depois das autoridades espanholas terem detido vinte e dois membros do braço político ilegalizado da ETA. Entre eles elementos da direcção da Mesa Nacional do Batasuna.

A operação foi ordenada pelo juíz Baltazar Garzón e justificada pela interdição de actividade política decretada há cinco anos. A detenção ocorreu durante uma reunião do partido em Segura, no País Basco. Os antigos dirigentes são acusados de “reincidência em delito“e os novos de pertencerem a uma organização terrorista. Vários detidos foram levados para S.Sebastian.

De acordo com o porta-voz dos magistrados envolvidos no processo, Enrique Lopez, o Batasuna não é perseguido pelo que pensa ou diz, mas pelo que faz, acrescentando, que “os membros deste partido não só apoiam a ETA como têm sido um instrumento da mesma durante muitos anos.”

Quatro meses depois da ETA anunciar o fim da trégua, as últimas detenções representam um duro golpe para o partido. Arnaldo Ortegi, líder do ilegalizado Batasuna encontra-se detido desde Junho por defender o terrorismo. Em sinal de protesto contra as detenções dos últimos dias, o Movimento Independentista Basco convocou para esta sexta feira, manifestações em diversos pontos do país.