Última hora

Última hora

"Governo alemão não deve ser um mero espectador"

Em leitura:

"Governo alemão não deve ser um mero espectador"

Tamanho do texto Aa Aa

O sindicato dos maquinistas alemães, GDL, pede a intervenção do governo no conflito laboral da Deutsche Bahn. A informação é avançada, este sábado, por um jornal do país. Depois de vários meses de negociações infrutíferas, o dirigente sindical, Manfred Schell, afirma que o poder político não ser um mero espectador.

Na sexta-feira, os trabalhadores dos caminhos de ferro levaram a cabo uma paralização de três horas, que afectou algumas das principais linhas regionais e suburbanas. Para o início da próxima semana, estão previstos novos protestos. Os maquinistas e o sindicato do sector reclamam aumentos salariais na ordem dos 30%, mas a proposta da Deutsch Bahn não vai além dos 10 pontos percentuais.

Os trabalhadores dizem-se discriminados em relação aos vizinhos europeus e garantem que o braço de ferro é para levar até ao fim.